Genshin Impact Wiki
Advertisement
Genshin Impact Wiki
Notice Paimon.pngQue tal explorarmos a área à frente mais tarde?
Essa página contém spoilers não marcados da história do jogo. Leia por sua conta e risco.

Os Sete Arcontes, normalmente abreviado para Os Sete,[1] são os sete deuses que presidem as sete nações de Teyvat. Cada Arconte está associado a um elemento e a um ideal, pelos quais eles formaram o ambiente de seus territórios e determinaram seu método de governo sobre suas nações.

Os Sete originais foram os vencedores da Guerra dos Arcontes dois mil anos antes da história principal. No início do jogo, restavam apenas dois dos originais: Barbatos e Morax. Dos sete atuais, o Deus da Sabedoria de Sumeru é o mais jovem, com 500 anos.

Cada Arconte tem um foco mágico interno chamado de Gnosis, que permite que eles ressoem diretamente com Celestia.[2] Em comparação, as Visões são os "primitivos"; embora o que exatamente uma Gnosis é capaz, bem como seu propósito além de um símbolo da divindade de um Arconte, seja desconhecido.

História

A Guerra dos Arcontes começou em um tempo indeterminado no passado e terminou há cerca de 2.000 anos. Durante este período de tempo, muitos deuses e arcontes vagaram pela terra, travando múltiplas lutas amargas pela supremacia. Parece que as batalhas associadas à Guerra dos Arcontes são uma infinidade de lutas locais que foram agrupadas pela história humana. Por exemplo, Barbatos se tornou o primeiro Arconte Anemo entre os Sete após a morte de Decarabian 2.600 anos atrás, enquanto Morax já havia se tornado Arconte Geo quando o último dos Sete Originais reivindicou seu título e, portanto, trouxe o fim da guerra.[3]

Os sete Originais pareciam estar relativamente próximos, compartilhando o dever comum de guiar a humanidade e frequentemente se reunindo em Liyue para bebidas. No entanto, com o tempo, cinco dos Sete morreram e alguns dos arcontes mais novos não aderiram mais ao dever de guiar a humanidade.[3]

Murata, a atual Arconte Pyro, chegou ao poder algum tempo antes de Barbatos adormecer pela primeira vez. Quando ele acordou há 1.000 anos em resposta à opressão da aristocracia de Mondstadt, ele conta a Vennessa sobre Murata e fala sobre ela com familiaridade.

Em algum ponto no tempo, o Arconte Hydro anterior morreu e foi substituído pela Deusa da Justiça. As Oceanids que o serviram não se deram bem com a nova arconte e se exilaram de Fontaine,[4] se espalhando por todo o continente e pelo próprio mundo.[5]

500 anos atrás, a alquimista Rhinedottir, também conhecida como "Ouro", causou a destruição de Khaenri'ah e criou uma multidão de monstros que devastaram o continente de Teyvat.[6] Entre aqueles que foram mortos nas guerras que se seguiram estava o Deus dos Bosques e Raiden Makoto, que foi posteriormente substituído pelo Deus da Sabedoria e Raiden Ei, respectivamente. A Tsaritsa também foi muito afetada pelo cataclismo, resultando em uma mudança drástica em sua personalidade.

Durante este tempo, o Viajante e seu irmão desceram sobre Teyvat e, vendo o caos, tentaram deixar este mundo, apenas para entrar em conflito com a Deusa Desconhecida. Embora os gêmeos não tenham se encontrado com os Sete durante este tempo, Os Sete estão cientes deles e aguardam a chegada do Viajante.[7]

Poderes e Habilidades

Cada arconte preside seus respectivos elementos e os usa para moldar a paisagem e o clima de seus respectivos territórios. Esta habilidade parece ser mantida por qualquer deus e não apenas pelos Sete, mas desde o fim da Guerra dos Arcontes, houve apenas sete Arcontes por vez.

A força de um Arconte deriva do nível de controle que eles têm sobre sua respectiva nação.[1] Barbatos, que se recusa a governar Mondstadt diretamente por seguir seu ideal de Liberdade, é o mais fraco dos Sete, apesar de ser o segundo membro mais velho. Em contraste, a Tsaritsa, que comanda os Fatui, é extremamente poderosa.

Enquanto suas gnosis permitem que eles ressoem com Celestia diretamente e simbolizam sua divindade, os arcontes não parecem depender deles para seus poderes. Por exemplo, a forma atual de Barbatos; Venti; foi a primeira coisa que ele criou com seus poderes de arconte, mas não se dissipou ao ter sua Gnossi roubada. Além disso, ele ainda pode usar a árvore na Origem do Vento, que supostamente cresceu no lugar que Vennessa ascendeu a Celestia, para se curar. Morax e Beelzebul, como Zhongli e Shogun/Ei respectivamente, ainda são capazes de feitos incríveis, apesar de não terem seus gnosis.

Os efeitos de dar um Gnosis a outro Arconte que ainda tem sua própria Gnosi também são desconhecidos e provavelmente nunca ocorreram em Teyvat desde o estabelecimento dos Sete. O único efeito colateral da perda de Gnosi é uma ligeira perda de poder. Por exemplo, Morax não consegue fazer Mora sem sua Gnosi.

Embora pareça que os Arcontes têm uma mão na concessão de Visões e retendo sua criação,[8] eles não têm esse poder.[9]

Também é sugerido que os Arcontes têm a habilidade de drenar o poder das Visões e torná-las temporariamente inutilizáveis, como visto em "Em Meio a um Julgamento Tempestuoso" durante a luta contra o chefe Shogun Raiden quando ela desativa o uso de habilidades elementais para todos os personagens exceto o Viajante.

Os Sete parecem ter acesso a informações que os mortais geralmente desconhecem ou consideram ser meramente fictícias. Tanto Venti quanto Zhongli estão cientes da existência de outros mundos, bem como do fato de que o Viajante tinha o poder de viajar entre mundos diferentes.

Membros

Membros Atuais

Nome do Arconte Pseudônimo Local Persona Atual Ideal Divino Elemento Região Ascensão
(Anos Atrás)
Status
Barbatos Lorde Barbatos Venti
(Masculino)
Liberdade Anemo
Anemo
Mondstadt 2.600 Ausente[A]
(Incógnito)
Morax Rex Lapis Zhongli
(Masculino)
Contratos Geo
Geo
Liyue 2,000+[B][a] Ausente[A]
(Aposentado)
Beelzebul[C] Raiden Shogun Shogun Raiden
(Feminino)
Eternidade Electro
Electro
Inazuma 2,000+ (como kagemusha de Baal)[D]
500 (sozinha)[D]
Ativa[E][b]
Deusa da Sabedoria Lorde Menor Kusanali Desconhecido
(Feminino)
Sabedoria Dendro
Dendro
Sumeru 500 Ativo
Deusa da Justiça Desconhecido Desconhecido
(Feminino)
Justiça Hydro
Hydro
Fontaine Desconhecido[F] Active
Deusa da Guerra Desconhecido[c] Murata[d]
(Feminino)
Guerra Pyro
Pyro
Natlan 1,000+[F] Active
Desconhecido A Tsaritsa Desconhecido
(Feminino)
Desconhecido[e] Cryo
Cryo
Snezhnaya Desconhecido[F] Ativa
Notas
  1. 1,0 1,1 Não possui mais Gnosi, não servindo mais como Arconte.
  2. Apesar de estar vivo por mais de 6.000 anos, Morax só foi considerado o Arconte Geo depois de reivindicar uma das cadeiras entre os Sete. Não se sabe exatamente quando isso ocorreu.
  3. Baal é o nome sob o qual Raiden Makoto e Raiden Ei operavam, com Ei atuando como dublê de corpo de Makoto. Como tal, o povo de Inazuma acredita que os dois são o mesmo. No entanto, o nome de arconte de Baal pertence apenas a Raiden Makoto, com o nome de Belzebul pertencendo a Raiden Ei. Desde que Makoto morreu, Ei continuou a operar sob seu nome, então o fato de que a verdadeira divindade é realmente Bellzebul e não Baal permanece desconhecido para a população de Teyvat, exceto para os outros Arcontes e alguns dos Adepti.
  4. 4,0 4,1 Embora Makoto e Ei tenham vencido a Guerra dos Arcontes juntas, Ei serviu como dublê de Makoto e eles operaram sob o nome de Makoto, Baal. Além disso, Ei não é considerado um dos Sete Originais, com base no diálogo da missão e na História 5 de Zhongli. Como tal, os dados listados aqui são o tempo que Ei assumiu o controle com Makoto e o tempo que Ei assumiu o controle do Shogunato sozinho.
  5. Não possui mais Gnosi, mas está servindo em plena capacidade como um Arconte através do autômato Shogun Raiden. Raiden Ei está atualmente meditando no Plano da Eutimia, embora ela tenha declarado a possibilidade de governo direto no futuro.
  6. 6,0 6,1 6,2 Os "novos" Sete devem ter ascendido em algum lugar entre 500 a 2.000 anos atrás; o mais novo Arconte, a Deusa da Sabedoria, ascendeu após o cataclismo há 500 anos, enquanto o último dos Sete Originais ocupou seu lugar há 2.000 anos. Murata já havia ascendido quando Barbatos adormeceu pela primeira vez e acordou há 1.000 anos, mas não se sabe exatamente quando adormeceu..
Referências
  1. Zhongli, "Produto Hydro": "Entre elas havia uma criatura que irritou muito o ainda não coroado como um dos Sete Arcontes, o Arconte Geo."
  2. Capítulo de Imperatrix Umbrosa Ato I, Reflexões Sobre a Mortalidade, Parte 3: Escutando o Coração dos Mortais
  3. O título usado para ela na tradução em português do Prólogo do Mangá, Senhora do Fogo, é God of Pyro (chinês: 火之神 Huǒ Zhī Shén, "Deus do Fogo") na versão chinesa, portanto, pode não ser seu apelido local.
  4. No Prólogo do mangá, ersão chinesa. Murata é chamada de Deus da Guerra (chinês: 战争之神 Zhànzhēng Zhī Shén), que é o título da atual Arconte Pyro.
  5. No Teaser de História Principal do Capítulo Teyvat - Trilha, Dainsleif sugere que o ideal da Tsaritsa era originalmente o Amor. No entanto, ele se refere a isso no pretérito enquanto Zhongli evita falar sobre isso durante "Centro", sugerindo que seu ideal pode ter mudado desde o cataclismo.

Membros Antigos

Nome do Arconte Pseudônimos Ideal Divino Elemento Região Ascensão
(Anos Atrás)
Morte
Baal Shogun Raiden Transitoriedade[10][11] Electro
Electro
Inazuma 2,000+ 500 anos atrás (presumido)
Desconhecido Deus dos Bosques[12] Desconhecido Dendro
Dendro
Sumeru Desconhecido 500 atrás[13]

A Arconte Hydro como Deusa da Justiça é discutido durante o evento Desejo da Água Pura, mas os detalhes sobre seu nome, apelidos, ideal, ascensão e morte são desconhecidos.

Curiosidades

  • O termo "Sete Arcontes" é derivado de seu uso no Gnosticismo, no qual os arcontes são sete deuses que governam cada um dos sete planetas. Eles são os mais baixos entre as Divindades, servem ao demiurgo e têm a tarefa de impedir que as almas alcancem gnose e ascendam do reino material.
  • Em uma entrevista ao desenvolvedor miHoYo na edição de maio de 2021 da revista de entretenimento japonesa PASH, foi declarado que o gnosticismo foi selecionado como a base mitológica primária para Genshin Impact, particularmente no que diz respeito a como o gnosticismo lida com a relação entre o homem e o mundo, e como os arcontes influenciam o mundo.[14]
  • Atualmente, cada Arconte nomeado tem o nome de um dos 72º demônios encontrados no Ars Goetia, um dos livros da A Chave Menor de Salomão.
    • Barbatos, o Arconte Anemo deve o seu nome a Barbatos, um dos Duques do Inferno.
    • Morax, o Arconte Geo deve o seu nome a Morax, Presidente do Inferno.
    • Baal, a Arconte Eletro anterior, recebeu o nome de Baal, o primeiro Rei do Inferno. Beelzebul, o nome da atual Arconte Electro, está associado a este demônio.
    • Por uma razão inexplicável, Paimon também recebeu o nome de um dos 72 demônios, especificamente Paimon, um dos Reis do inferno.
  • Tsaritsa é o equivalente feminino de um czar. O título tem várias grafias, incluindo Tsarina.
  • Ao lançar habilidades elementais e explosões, as pontas do cabelo de um Arconte brilham intensamente com a cor do elemento.
  • Atualmente, há uma gag em que os Arcontes encontrados não têm Mora:
    • Barbatos, como Venti, gasta toda a sua Mora em bebidas.
    • Morax, como Zhongli, não precisa de Mora, pois ele foi seu criador e de boa vontade gasta grandes quantias, apesar de não saber disso.
    • Ei não precisa de Mora, pois ela simplesmente pede à Comissão Tripla para trazer os itens para ela.

Referências

  1. 1,0 1,1 Diálogo de Venti em "Feiticeiro do Abismo"
  2. Diálogo de Venti em "Epílogo"
  3. 3,0 3,1 Zhongli, História 5
  4. Missão do Evento Desejo da Água Pura: A Vida Flui em Frente (II)
  5. Descrição da Oceanid no Mapa (Rhodeia)
  6. Livro: Brisa na Floresta
  7. Descrição da Estátuas dos Sete em Mondstadt
  8. Diálogo de Alrani em "Pesquisa Sem Fim"
  9. Shogun Raiden, "Sobre a Visão": "Bem, o que posso dizer sobre este assunto está sujeito a certas restrições, mas ... não é por minha vontade que as Visões são concedidas ou negadas. A chave é o desejo das pessoas e ... bem, também há um outro lado disso."
  10. Shogun Raiden, Perfil de Voz "Sobre a propría Shogun Raiden: Transitoriedade"
  11. Viajante, Perfil de Voz "Sobre a Transitoriedade"
  12. Conjunto de Artefatos: Sombra Verde
  13. Diálogo da Ganyu em "Fragrância Solitária"
  14. Tradução chinesa do artigo PASH de maio de 2021, com o texto original em japonês incluído.

História de Mudanças

Lançado na Versão 1.0

Navegação

Advertisement