Genshin Impact Wiki
Advertisement
Genshin Impact Wiki

Chi (chinês: Chī), conhecido como Qingce (chinês: 轻策 Qīngcè) na língua antiga,[1] são um tipo de dragão-monstro marinho que vivia ao redor da região de Liyue e nos oceanos além dela.[2]

Um viveu na Vila Qingce antes de ser derrotado por Morax, e as lendas em torno dele estão detalhadas na Missão de Mundo "O Chi de Outrora."

O Chi do Monte Qingce

Há muito tempo, Chi fez seu ninho na área hoje conhecida como Monte Qingce e assumiu o controle da região. Por isso, Morax lutou em uma "grande altura" e conseguiu matar a besta. Depois de ser derrotado, "o corpo do Chi se transformou em rocha, seu sangue se transformou em água e suas escamas se transformaram em campos de terraços" (Avó Ruoxin).

No entanto, mesmo após sua morte, o poder do Chi continuou a infiltrar-se na terra, alimentando as Árvores Alimentadas com Sangue da Planícies Bishui. Eles acreditam que essas árvores cresceram absorvendo o sangue do Chi e que a área onde cresceram são os olhos do Chi. Para suprimir seu poder, Morax derrotou cada aspecto do Chi:

... Rex Lapis venceu o Chi, mas o Chi não poderia morrer por completo. Assim, Rex Lapis conquistou cada uma de suas facetas por sua vez: seu espírito foi preso no norte, seus ossos foram fixados no sudeste, sua carne foi encarcerada no noroeste, sua alma foi acorrentada no nordeste, e sua forma foi esmagada no sudoeste ...

Escrita incompleta na Vila Qingce

Além disso, Morax ensinou o povo da Vila Qingce a fazer estátuas geo para esmagar o poder restante do Chi. Você pode encontrar muitas dessas estátuas espalhadas pela área ao redor da vila Qingce, algumas das quais têm características brilhantes por razões desconhecidas. Além disso, o Âmbar do Adeptus também pode ser encontrado em torno de Qingce, o que também ajuda a suprimir e esmagar o poder do Chi.[3]

Durante a Missão de Mundo "O Chi de Outrora", o Viajante entra no cofre no noroeste de Qingce. Dentro dele está uma esfera gigante brilhante suspensa no ar, embaixo da qual está um mecanismo. Ao ativar o mecanismo, o Viajante tem que defender o mecanismo de várias Máquinas das Ruínas enquanto pedras caem do teto. Depois de completar o desafio, a sala do tesouro é aberta, mas o Viajante e Paimon relatam à Avó Ruoxinn que nenhum traço de Chi foi encontrado, deixando o orbe brilhante dentro do cofre um mistério.[3]

O Outro Chi

O Skipper, viveu cerca de mil anos atrás, derrotou pelo menos um Chi e transformou sua espinha em um espadão, conhecida como Espinha Dorsal da Serpente (chinês: 螭骨剑 "Espada Espinha de Chi").[2]

Galeria

Curiosidades

Etimologia

  • Na mitologia chinesa, chi é um tipo de criatura semelhante a um dragão sem chifre. Pode significar alternativamente "demônio da montanha".
    • É contrastado com qiú, um tipo de dragão com chifres (embora alguns textos clássicos o chamem de dragão sem chifre também. Outro monstro marinho chamado Baqiu (chinês: 八虬 Bāqiú) é mencionado na descrição de Lança de Jade Primitiva.
  • Ambas as palavras Chi (chinês: ) e Zhongli (chinês: 钟离) contêm o componente que pode ser pronunciado li ou chi dependendo do contexto específico. O também pode se referir a uma besta mítica.

Histórico de Mudanças

Lançado na Versão 1.0

Referências

Navegação

Advertisement