Genshin Impact Wiki
Advertisement
Genshin Impact Wiki
Notice Paimon.pngQue tal explorarmos a área à frente mais tarde?
Essa página contém spoilers não marcados da história do jogo. Leia por sua conta e risco.
Este artigo é sobre o personagem. Para o chefe, veja Desafio do Lobo do Norte.

Andrius, também conhecido como Lupus Boreas (Latin: "Lobo do Vento do Norte"), era um deus poderoso de Mondstadt, mais conhecido por sua guerra contra Decarabian, o Deus das Tempestades, durante a Guerra dos Arcontes. Aproximando-se do fim da guerra, Andrius escolheu abandonar seu corpo físico, deixando para trás seu espírito para proteger a terra de Mondstadt.

Andrius depois tornou-se um dos Quatro Ventos incumbido da responsabilidade de proteger a nação a pedido do Arconte Anemo Barbatos. Em algum momento da história, ele fez do Reino dos Lobos o seu lar, onde manifesta sua forma feita de gelo e ventos para lutar com aqueles que aceitam seu desafio.

Após completar o primeiro ato da Missão Lendária de Razor, O Significado de Lupical, Andrius pode ser desafiado para lutar no Desafio do Lobo do Norte e, se derrotado, fornece recompensas uma vez por semana.

Perfil

Introdução

Uma alma nobre que vigia o Reino dos Lobos. Quando ameaçada a segurança dos lobos, ela assumirá a forma de um lobo e mostrará suas presas e garras. Dizia-se que seus poderes eram dados por um Arconte antigo.

Descrição da Licença de Aventura

A mais nobre e maior das almas, que zela pelo lupical do Reino dos Lobos.
Quando a alcateia estiver em perigo, ela surgirá na forma de um lobo e mostrará suas presas e garras.
Os lobos do Reino dos Lobos são fantasmas assustadores para o povo de Mondstadt.
Uma forma embaçada que surge na floresta, um uivo arrepiante a uma distância indeterminada, a sensação apavorante de ter olhos fixos acompanhando seus passos.
Os humanos raramente têm a oportunidade de ver um lobo, pois essa é a lei que Lupus Boreas estabeleceu para sua raça.

Personalidade

Andrius é descrito como sendo uma nobre alma. Por se sentir desapontado com a humanidade, ele só aceita em sua alcateia crianças abandonadas, que ele enxerga como puras e sem culpa, e aqueles que não se encaixam nas sociedades humanas. Ainda assim, ele não permite que estes entrem em contato com os assuntos dos lobos, pois não são lobos.

Por mais que se sinta desapontado, Andrius não age com hostilidade perante os seres humanos e, desde a queda de Decarabian, ele cessou os ataques contra a cidade humana e cooperou com Barbatos, tornando-se um dos Quatro Ventos de Mondstadt.

Aparência

A verdadeira aparência de Andrius ainda é desconhecida. Como o Dominador de Lobos, Andrius toma a forma de um gigantesco lobo de pelo azulado.

Missões e Eventos

Missões do Arconte

Missões Lendárias

  • Caítulo de Lupus Menor (História do Razor)
    • Ato I: O Significado de Lupical
      • Lupical, é uma escolha do destino

História

Muito tempo atrás, Andrius recebeu seus poderes de um antigo deus.[5] Ainda não se sabe o nome desse deus, mas tal poder fez de Andrius um deus também.

Em algum momento da Guerra dos Arcontes, o conflito entre Andrius e Decarabian teve início. Andrius declarou guerra a Decarabian, que fechou a capital de sua cidade; área conhecida hoje como Toca de Stormterror; dentro de uma parede de tempestades[1] começando, aí, a Era dos Reis.[6] A guerra chegou num impasse: Andrius não conseguia sequer arranhar a torre do Senhor das Tempestades,[7] enquanto Decarabian não mostrava nenhum interesse em enfrentar Andrius; talvez por falta de capacidade. Entretanto, o povo de Decarabian, descontente com sua forma de governo, se voltou contra ele com a ajuda de Barbatos 2600 anos atrás, resultando em sua morte.[8]

Em algum momento durante a guerra, Andrius percebeu que não era digno de se tornar o Arconte Anemo, pois não se encaixava no papel de um governante amoroso que poderia cuidar da humanidade[9] Percebeu que sua nevasca só era capaz de acabar com a vida e não nutri-las. Ele então, decidiu deixar seu poder fluir para a terra de Mondstadt nutrindo-as e nutrindo também o povo que ali morava, trazendo, assim, fim à tempestade de gelo.[10] Não se sabe exatamente quando Decarabian morreu, mas estima-se que foi nesse mesmo período ou um pouco antes.

Após a morte de seu corpo físico, parte do espírito de Andrius e de seu poder tomaram a forma de gelo que é vista hoje. Entretanto, essa forma é incapaz de controlar todo seu poder.[11] Mais ou menos mil anos atrás, depois da rebelião de Vennessa contra a Aristocracia de Mondstadt, Andrius oficialmente se tornou um dos Quatro Ventos, enquanto os Cavaleiros de Boreas; posição que possui uma relação desconhecida a ele; se juntaram aos recém criados Cavaleiros de Favonius. No passado, o Templo do Lobo era usado para adorá-lo, mas há muito foi abandonado, enquanto o espírito de Andrius habita o outro lado de Mondstadt.

Andrius eventualmente se tornaria o líder de um grupo de lobos no Reino dos Lobos, enquanto continuava a aceitar as crianças abandonadas em sua alcateia. Em algum momento antes do início do jogo, ele encontrou e acolheu Razor. O Grande Mestre atual dos Cavaleiros de Favonius, Varka, também é o atual Cavaleiro de Boreas.[12] Antes de sair em sua expedição, ele às vezes visitava o Reino dos Lobos; embora sua relação com Andrius não seja clara.

Missões Lendárias

Algum tempo após a crise de Stormterror ter sido resolvida, os moradores de Vale Termal acusaram a alcateia de Andrius de atacar o vilarejo deles e logo depois culparam Razor de liderar o grupo de lobos, mesmo com Razor insistindo que os verdadeiros culpados eram lobos negros vindos de outro lugar. Depois de ouvir a discussão, Andrius desafiou tanto Razor quanto o Viajante para que provassem a seriedade do que estavam dizendo. Depois da luta, ele informou ao grupo que Razor estava dizendo a verdade e disse a Razor para não se envolver na batalha que aconteceria, pois era um assunto para ser resolvido apenas entre lobos.[13]

Missões do Arconte

Quando o Viajante vai para o Reino dos Lobos para investigar a Ordem do Abismo, Andrius é visto acorrentado por um Apóstolo do Abismo que tentava corrompê-lo assim como fizeram com Dvalin. Após uma breve batalha, o apóstolo do abismo é derrotado e o espírito do lobo libertado. Paimon pergunta a Andrius sobre o Cultivador da Terra (codinome do primeiro Guarda das Ruínas) e Andrius explica que a máquina entrou em seu campo de testes por engano e que havia confundido ela com um guerreiro que queria desafiá-lo.[14] Andrius derrotou o Cultivador que, antes de cair no chão, fugiu da arena. Dainsleif também menciona que o que atualmente protege o Reino dos Lobos é apenas o espírito de Andrius e que seu corpo físico já havia morrido há muito tempo.

Galeria

Curiosidades

Etimologia

  • Seguindo o tema dos deuses de Genshin Impact sendo nomeado por demônios na Ars Goetia, Andrius (chinês: 安德留斯 Āndéliúsī) é provavelmente derivado de Andrealphus (chinês: 安德雷斐斯 Āndéléifěisī), o 65º demônio um Grande Marquês.
    • Também foi teorizado que Andrius é baseado em Andras, o 63º demônio que é considerado altamente perigoso e montou um lobo preto. No entanto, o nome chinês de Andras, 安托士 Āntuōshì, tem muito menos em comum com o nome chinês de Andrius do que Andrealphus. Por esta mesma razão, Andromalius (chinês: 安杜馬利烏士 Āndùmǎlìwūshì) também é uma base de nome menos provável.
  • Boreas é o Deus do Vento Norte na mitologia grega, relacionado diretamente a Andrius ser o representante do Norte entre os Quatro Ventos.

Histórico de Mudanças

Lançado na Versão 1.0

Referências

  1. 1,0 1,1 Livro: Biografia de Gunnhildr
  2. Descrição do Cálice do Vento Norte
  3. 3,0 3,1 Anúncio oficial dos dubladores em EN e JP
  4. Anúncio oficial dos dubladores em coreano
  5. Descrição de Andrius na Licença de Aventura
  6. Livro: História dos Reis e Clãs - Prólogo
  7. Descrição de Fragmentos Épicos da Decarabia
  8. Venti, História do Personagem 3 e 4
  9. Materiais de Ascensão de Armas: Nostalgia do Lobo Boreal
  10. Materiais de Elevação de Talento: Alma do Vento do Norte
  11. Materiais de Elevação de Talento: Cauda do Vento do Norte
  12. Razor, História do Personagem 3
  13. Caítulo de Lupus Menor Ato I: "Lupical, é uma escolha do destino"
  14. Missão do Arconte, Capítulo I, Ato IV, Parte 3: "Julgamento sem Honra"

Navegação

Advertisement